Tecnologia

Inovação e Tecnologia: impulsionando a indústria automotiva brasileira para o futuro

Inovação e tecnologia são cruciais para a indústria automotiva. Segundo a Anfavea, grandes montadoras investirão R$ 125 bilhões até 2033, impulsionando toda a cadeia produtiva.
Inovação e tecnologia desempenham papéis essenciais no avanço da indústria automotiva. De acordo com a Anfavea, empresas do setor pretendem direcionar R$ 125 bilhões em investimentos até 2033, o que beneficiará a cadeia produtiva como um todo. Após atravessar momentos difíceis, a indústria automotiva parece estar se encaminhando para um futuro mais brilhante.

As grandes montadoras estão liderando a transformação no setor automobilístico, adotando novas tecnologias para melhorar a eficiência e a sustentabilidade. As inovações não apenas impulsionam o mercado automotivo, mas também criam novas oportunidades de negócios e geram empregos. O impacto desses investimentos vai muito além das linhas de produção, influenciando também a infraestrutura e o desenvolvimento de novos serviços.

Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), grandes montadoras prometeram um aporte sem precedentes de R$ 125 bilhões na indústria automotiva até 2033. Esse investimento maciço alimenta as esperanças de um desenvolvimento robusto no setor automobilístico nos próximos anos, destacando a fase de transformação que o mercado automotivo atravessa atualmente.

Tecnologia e transformação na indústria automotiva
O aumento da tecnologia em carros elétricos, híbridos e autônomos está transformando as características da indústria automotiva, levando as montadoras a acreditarem em um futuro promissor. O Brasil, com sua economia se recuperando, controlando a inflação e reduzindo as taxas de juros, se tornou um terreno fértil para projetos de longo prazo. Programas governamentais como o Mobilidade Verde e Inovação (Mover) incentivam ainda mais a produção de veículos sustentáveis e tecnológicos, fortalecendo a confiança no mercado automotivo.

Certamente, essas ações abrem portas para novas oportunidades em toda a cadeia produtiva, sublinhando a necessidade de intensificar investimentos em inovação e tecnologia. A intenção é alinhar o país às tendências globais da indústria automotiva. O setor automobilístico deve aprimorar seus processos regularmente e estabelecer um planejamento de gestão eficaz. A globalização e as influências externas, como o impacto do mercado automotivo chinês, não podem ser ignoradas.

Impacto internacional no mercado automotivo brasileiro
Em 2023, a indústria automobilística chinesa atingiu um recorde de produção e vendas de veículos. No Brasil, de acordo com um levantamento da BTG Pactual, marcas chinesas já representam 5,7% das vendas de veículos novos. A presença de montadoras chinesas no mercado nacional está começando a mostrar seus efeitos. Ainda segundo o BTG, 35% dos carros elétricos importados pelo Brasil em 2023 eram chineses, o que afeta não apenas os preços dos concorrentes, mas também dos veículos a combustão.

Acelerando a adesão a veículos elétricos, a demanda por esses carros está crescendo. A questão é: como preparar a indústria automotiva brasileira para essa demanda crescente? É necessário investir em produtividade, infraestrutura, matriz energética e logística para expandir os negócios.

Essas ações devem ser executadas por meio de um planejamento interno que incorpore recursos avançados de conectividade e automação, aumentando a competitividade, qualidade, e reduzindo custos. A gestão simplificada se apoiará na análise de dados, qualificando o trabalho de forma estratégica. Além disso, as iniciativas públicas são essenciais para estimular incentivos fiscais, especialmente devido ao alto custo tributário no Brasil. Regulamentações ambientais e padrões de qualidade serão fundamentais para melhorar o desempenho do setor automobilístico.

As perspectivas para a indústria automotiva no Brasil são otimistas, com projeções de crescimento significativo nos próximos anos. No entanto, o verdadeiro sucesso desta nova fase dependerá do apoio governamental e do investimento das montadoras em inovação e tecnologia.

Apoio da SPS Group à Indústria Automotiva
Rogério Capucho, Co-CEO da SPS Group, ressalta que para garantir liderança, é crucial ser ágil desde o início. A SPS Group, localizada em São José dos Campos (SP), atua há mais de 12 anos como uma integradora de tecnologia multinacional brasileira. Eles são reconhecidos por operações de SAP Business One e possuem ampla experiência com projetos premiados internacionalmente.

A SPS Group, parceira SAP Gold Partner, oferece não apenas as soluções do portfólio SAP, mas também desenvolve extensões adicionais ao SAP Business One, atendendo pequenas e médias empresas de diversos setores da economia. Além disso, a empresa trabalha com SAP S/4HANA, em versões Public e Private Cloud, permitindo operação inteligente com processamento em tempo real, Machine Learning e análises preditivas.

A SPS desenvolveu a PlantScanner, uma plataforma que melhora o desempenho nas atividades de produção, e oferece soluções abrangentes de backup e segurança da informação, além de BaaS, soluções em nuvem, licenciamento Microsoft e switches de rede.

Expansão e Soluções Avançadas
Com consultores certificados pela SAP, o SPS Group já atende mais de 200 clientes em território nacional e internacional, com uma equipe de mais de 180 colaboradores em unidades como São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Londrina, Manaus e Rio de Janeiro.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo